terça-feira, 1 de julho de 2014

A campanha dos poderosos contra a resistência

Postado Por Eciene Fotografias  |  Sem Comentários

Pelo tom empregado pelos dois principais candidatos que concorrem ao governo do Rio Grande do Norte – presidente da Câmara Henrique Alves (PMDB) e o vice-governador Robinson Faria (PSD) – nas convenções que homologaram suas candidaturas neste fim de semana, já deu para perceber claramente qual será a linha das duas campanhas
Henrique Alves já disse que “pela primeira vez se faz uma aliança de quantidade, de qualidade e responsabilidade”  no estado. Claro que Alves estava falando da reunião de 18 partidos políticos que formam o arco de aliança de apoio a sua candidatura onde reúne nada mais nada menos do que sete ex-governadores e pelo menos três senadores na ativa – Garibaldi Alves (PMDB), José Agripino Maia (DEM), Paulo Davim (PV) e o senador-licenciado Garibaldi Alves Filho (PMDB), hoje ocupando o cargo de ministro da Previdência.
Já Robinson Faria disse que nada lhe intimidou para desistir do seu projeto político de chegar ao governo do estado porque se alimentou de coragem, fé e resistência. A resistência de Robinson fez ainda juntar em seu palanque ao menos 10 partidos entre os quais o PT, da sua candidata ao Senado, Fátima Bezerra, e o PCdoB, do seu candidato a vice, deputado estadual Fábio Dantas.
As próprias estruturas das convenções já revelavam isso. Enquanto a do PMDB que foi realizada no Ginásio Nélio Dias, na zona norte de natal, com muitos banners e cartazes, além de charangas,  a do PSD foi realizada num local bem menor, o Centro Cultural da zona norte. A do PMDB cercada de caciques da política potiguar. A do PSD de estrelas apenas os candidatos ao governo, seu vice e a candidata ao Senado.
Não só isso: Henrique Alves vai tentar tirar partido do fato de ser o presidente do Parlamento, segundo o seu próprio discurso na convenção onde chegou a dizer que, ”como presidente da Câmara, cheguei a assumir a presidência da República com a bandeira do Rio Grande do Norte”.
Por outro lado, Robinson Faria enfatizou as suas caminhadas pelo interior do Rio Grande do Norte como um verdadeiro andarilho desde que rompeu com o governo.
- Sabemos o que o povo precisa e sabemos como fazer. Não foi fácil, mas tivemos coragem de nos colocarmos como opção para o povo que precisa ter oportunidade do debate, de escolher o que é melhor para o seu estado.
Como disse, esta será acampanha dos poderosos contra a resistência.
A conferir!
Coluna do Barbosa/nominuto.com

10:08 Share:

0 comentários:

Receba Nossas Atualizações Por Email
Digite seu email, e nós lhe' mandamos um convite.

Encaminhado Por FeedBurner
back to top